Informações / Protocolo Dicom

EXIGENCIAS MÍNIMAS PARA RECONSTRUÇÃO ÓSSEA TRIDIMENSIONAL
A PARTIR DE TOMOGRAFIAS COMPUTADORIZADAS

PROTOCOLO DICOM

ALINHAMENTO
O alinhamento dos eixos deve ser o padrão, sem nenhuma inclinação lateral ou longitudinal (planos verticais e horizontais) das partes a adquirir. GANTRY=0

CORTES AXIAIS
O espaçamento máximo deverá ser de 1mm entre as seções (slice);

Para TC de crânio, o paciente deverá manter a boca ligeiramente aberta;

Utilização de filtro para ossos, dependendo do tipo do tomógrafo;

PROTOCOLO DO TOMOGRAFO
Deverá ser totalmente preenchido, em todos os campos do formulário !

NUNCA RENOMEAR os arquivos parciais, compostos por numeros longos, por exemplo:
deste nome de arquivo: 1.2.393.20866.9116.2.1.7.8812167.20061215.1228240000.dcm ;
para nomes como: img001.dcm, img002.dcm, etc, ou usando os ultimos algarismos...
OBS: os nomes de arquivos originais são matrizes binárias que contém todas as informações para eventuais correções dos algoritmos.

Preencher OBRIGATORIAMENTE os campos dos espaçamento entre seções (slices) com o valor utilizado pelo tomógrafo;

Gravação em CD-R ou DVD somente das imagens das seções, sem outras imagens ou programas de visualização (já temos todos!), em formato DICOM [ *.dcm];

Diagnóstico da patologia do paciente, com todas as informações e pretensões do médico, inclusive dos procedimentos a adotar ou adotados;

LEMBRE-SE: as cranioplastias são produtos de engenharia tridimensional de precisão, e diferem completamente dos recursos e informações normalmente utilizadas em imagens para fins de diagnosticos. São dispensadas as imagens radiograficas impressas e protocolos outros senão aqueles do sistema DICOM -Digital Imaging for Communication on Medicine.

 
 
2011 © Copyright Einco Biomaterial Ltda.